Consultoria em gestão empresarial para escritórios de arquitetura, paisagismo e engenharia

Consultoria para Escritórios de Arquitetura, Paisagismo, Engenharia e Design de Interiores

Alvarenga Neto Treinamento e Consultoria

Consultoria em gestão empresarial para escritórios de arquitetura, paisagismo e engenharia

Leia na entrevista com Joaquim Alvarenga os insights e relatos sobre o que a Alvarenga Neto Consultoria pode fazer pelo seu Escritório e pelo seu desenvolvimento profissional.

Engenheiro, Administrador de empresas e especialista em Empreendedorismo formado pelo BABSON COLLEGE, Joaquim Alvarenga Neto é conhecido no mercado do Paisagismo, Arquitetura, Engenharia e Design de Interiores pelo trabalho desenvolvido junto aos escritórios e profissionais do setor. Nessa entrevista ele conta um pouco sobre o seu trabalho e também apresenta alguns cases onde o investimento na gestão fez a grande diferença nos Escritórios.

Alvarenga Neto Academy (ANA): No que consiste seu trabalho?

Joaquim Alvarenga Neto (JAN): Em meu trabalho educo sobre conceitos e técnicas de empreendedorismo e gestão aplicadas à melhoria da eficiência e competitividade das empresas. Esse trabalho segue em duas linhas complementares – o Treinamento e a Consultoria. O treinamento consiste em cursos de capacitação abertos ou in-company para profissionais que necessitam ampliar sua visão sobre o negócio, adquirir conhecimentos sobre ferramentas de gestão e desenvolver liderança. Nos últimos anos, mais de dois mil profissionais fizeram meu curso de “Gestão Empreendedora de Escritórios de Arquitetura e Design de Interiores”. Um curso exclusivo e inovador – o primeiro no Brasil específico para profissionais da área.

ANA: E a consultoria?

JAN: Sim. É uma tendência entre os escritórios hoje em dia a contratação de serviços de consultoria para auxiliar em necessidades e momentos específicos. Assim, o escritório tem condições de focar no que faz melhor (projetos, obras, captação de clientes, etc.), e deixar para um consultor, especialista, as tarefas de alinhamento de processos internos, controles, contratações, implantação de metodologias de planejamento estratégico, e outros.

ANA: Você pode dar exemplos de resultados obtidos para seus clientes?

JAN: Vejamos o case do Escritório de Arquitetura Juliana Fabrizzi em São Paulo. O escritório teve início no ano de 2000, numa sociedade com outra colega. O negócio cresceu e as arquitetas se estruturaram para atender seus clientes, montando seu escritório no bairro dos Jardins e contratando funcionários de apoio. Nesse crescimento o escritório conquistou importantes clientes no mercado residencial e industrial, desenvolvendo projetos arquitetônicos e de interiores. Em 2009, com a saída da sócia, Juliana Fabrizzi se viu diante de grandes desafios – absorver maiores responsabilidades, manter a rentabilidade e o crescimento do escritório, satisfazer as demandas dos clientes com qualidade, e definir o futuro do negócio. Para ajudá-la nesse momento de mudanças a Arquiteta contratou a Alvarenga Neto Consultoria, empresa na qual sou Diretor. Desenvolvemos para ela um plano de negócio com os seguintes objetivos: posicionar a identidade “Juliana Fabrizzi” e o novo escritório diante o mercado; organizar os processos e controles internos para garantir o crescimento sustentável; criar uma equipe motivada e produtiva; e organizar as finanças para aferir a lucratividade do negócio e planejar investimentos. Já no processo de planejamento a Arquiteta conseguia notar melhorias em uma série de questões. Como ela mesma colocou: “É incrível a mudança. Agora consigo perceber onde e como devo agir. Vários assuntos pendentes estão sendo resolvidos”. Após o planejamento também auxiliamos na implantação do plano de ações. Alguns resultados que podemos destacar foram:

  • Comunicação efetiva da nova imagem com os clientes: retorno de clientes antigos,
    fechamento de novos contratos;
    • Melhoria do clima organizacional, aumento da motivação da equipe, maior produtividade e descentralização de responsabilidades: criando espaço para a Arquiteta se dedicar às suas prioridades e para os profissionais de apoio se desenvolverem;
    • Redução do tempo gasto com controles e documentação do escritório, bem como aumento da eficiência do planejamento e gestão de projetoscom a implantação do sistema de gestão;
    • Aumento da lucratividade de contratos: melhoria na definição de escopos e quantificação de serviços, garantindo preços competitivos e lucrativos.

Além disso, nesse processo Juliana Fabrizzi desenvolveu competências de gestora, e hoje é um destaque entre os mais badalados escritórios de arquitetura do mercado paulistano.

ANA: Pode citar outro exemplo de resultados obtidos para os seus clientes?

JAN: Outro exemplo é o trabalho que desenvolvi com a Designer Marcia Meluci de Presidente Prudente, SP. Ela me procurou para ajudá-la em um momento de grande ascensão em sua carreira. Marcia Meluci atende grandes empresários e profissionais influentes na Região com projetos diversos e supervisão de obras. Em meio às oportunidades e as escolhas a serem feitas, Marcia contratou o meu serviço de “Clínica Consultiva” para ajudá-la na organização de suas idéias, na identificação de prioridades, e no desenvolvimento de estudos para auxiliá-la na tomada de decisões. Os principais resultados obtidos foram: a identificação de oportunidades de investimentos na diversificação do seu negócio; e o desenvolvimento de novas estratégias de marketing para abrir mercados em outras regiões e estados.

ANA: Para quem serve a consultoria?

JAN: Apesar de ser benéfica para qualquer momento do negócio, empresas ou escritórios com mais de 5 funcionários já comportam e obtém ótimos retornos com o investimento. A consultoria ajuda a profissionalizar a empresa e posiciona-la para atender mercados melhores e com maior qualidade.

Comentários

Nenhum comentário até o momento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *